Andrew Harnik/AP
Andrew Harnik/AP

Trump reclama de dólar forte e critica proposta de republicanos

Para presidente eleito dos EUA, o fortalecimento da moeda norte-americana estaria matando a competitividade das empresas; ele também se opôs à proposta de sue partido para reforma tributária

Dow Jones Newswire

17 de janeiro de 2017 | 09h24

NOVA YORK - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, quebrou uma tradição dos presidentes do país e comentou sobre o patamar do dólar, que disse estar "muito forte", e também criticou uma iniciativa de congressistas republicanos para baixar os tributos para as empresas e que surge como uma alternativa à sua proposta de taxar importações.

Em uma entrevista ao Wall Street Journal, o presidente reclamou do câmbio do dólar, o que em parte seria causado por uma desvalorização proposital do yuan pela China. "Nossas companhias não podem competir com eles agora porque nossa moeda está muito forte. E está nos matando", disse.

Trump também minimizou os esforços das autoridades para dar suporte à moeda, afirmando que elas acontecem apenas "porque eles não querem que fiquemos bravos com eles".

O republicano também dirigiu suas críticas aos congressistas de seu partido, que propuseram uma medida para elevar tarifas para importações e isentar exportações das empresas. A proposta, conhecida como ajuste de fronteira, foi refutada por Trump, que a considera "muito complicada".

"Toda vez que eu ouço sobre ajuste de fronteira, eu não gosto", afirmou o presidente eleito. "Porque em geral significa que vamos nos ajustar a um negócio ruim. É o que vai acontecer."

A medida também gera protestos entre empresas como refinadoras e varejistas, cuja importação é o centro do negócio. Para elas, tal proposta elevaria demasiadamente a tributação sobre seu negócio. 

Tudo o que sabemos sobre:
Donald TrumpEstados UnidosDólarChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.