TSE proíbe abertura de shoppings no dia da eleição

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou solicitação da Associação Brasileira dos Lojistas de Shoppings (Alshop) para que as lojas de shopping centers possam funcionar no próximo domingo (27), segundo turno das eleições presidenciais. A Instrução 61, do TSE, autoriza apenas a abertura dos estabelecimentos de alimentação e entretenimento, desde que possibilite aos funcionários o direito do voto.A Alshop solicitará a revisão da decisão. O presidente da entidade, Nabil Sahyoun, irá a Brasília esta semana solicitar uma audiência com o presidente do TSE, Nelson Jobim. No primeiro turno, no domingo de 6 de outubro, as lojas de shoppings foram autorizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo a abrir. A decisão foi seguida por alguns Estados. Mas, segundo o sindicato dos comerciários da capital paulista, muitos funcionários não puderam votar por causa das filas.De acordo com o vice-presidente Ricardo Patah, a entidade enviará recomendações a todos os sindicatos ligados ao comércio para fazer cumprir a lei que proíbe o funcionamento, inclusive supermercados, que funcionaram normalmente no primeiro turno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.