Turquia pode receber crédito de até US$ 45 bi do FMI

Valor equivale às necessidades de crédito estrangeiro de Ancara durante os três anos que se prevê o acordo

Efe

10 Abril 2009 | 06h43

A Turquia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) acertaram os pontos básicos de um acordo para que o país receba um crédito que poderia chegar a US$ 45 bilhões, disse o secretário de Estado de Economia, Mehmet Simsek.

 

Simsek indicou que o Governo turco e o presidente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, definiram os pontos básicos do acordo e que as negociações para precisar seus aspectos técnicos já estão em Andamento.

 

Segundo informa nesta sexta-feira a imprensa turca, Simsek indicou que o empréstimo que a Turquia receberá equivale às necessidades de crédito estrangeiro de Ancara durante os três anos que se prevê que dure o acordo.

 

Os jornais turcos também citaram Christian Keller, membro da equipe do FMI que negocia com a Turquia, que teria assegurado que o acordo consistiria em um crédito "stand by" por três anos e uma quantidade entre US$ 30 bilhões e US$ 40 bilhões.

Mais conteúdo sobre:
CriseTurquiaFMIcrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.