TV Digital entrará em operação em dezembro com conversor a R$ 700

Transmissão começa pela Grande São Paulo, com um custo para o consumidor maior que o previsto pelo governo

Márcia De Chiara, O Estadao de S.Paulo

03 de outubro de 2007 | 00h00

A TV digital começa a funcionar em escala comercial dentro de 60 dias. A partir de 2 de dezembro, apenas os moradores da Grande São Paulo vão ter disponível a nova tecnologia de transmissão de sinais de televisão. O novo sistema entra em operação quase sete anos depois das primeiras discussões sobre o assunto e com um custo diferente do que havia sido imaginado.Só o conversor - equipamento básico que vai receber a transmissão digital em UHF e enviá-la para uma TV normal - deve custar R$ 700 ou mais para o consumidor, segundo Lourival Kiçula, presidente da Eletros, que reúne os fabricantes de produtos eletroeletrônicos, que apresentou ontem o Painel TV Digital no Brasil.''''A produção dos componentes do conversor é pequena. A idéia é ter um equipamento mais barato possível, mas as boas surpresas devem ocorrer só após o quinto ou sexto ano de produção'''', afirmou Kiçula, fazendo referência à provável queda nos preços.Em agosto deste ano, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, chegou a dizer que o conversor chegaria ao mercado por R$ 200. Dois anos antes, ele mesmo tinha afirmado que, nos Estados Unidos, o equipamento custava cerca de US$ 30 (R$ 56) e no Brasil o preço até poderia ser menor.Outra diferença em relação ao inicialmente previsto diz respeito a interatividade da TV digital, isto é, a possibilidade de o telespectador comprar, por exemplo, a roupa do artista da novela por meio do controle remoto da TV. ''''Essa interatividade plena deverá ser possível num segundo momento, dentro de um ano'''', observou o vice-coordenador do Módulo de Mercado da TV Digital, José Marcelo Amaral.Ele acredita que, depois da Grande São Paulo, a próxima região que terá transmissão digital será o Rio de Janeiro, no início do ano que vem, seguido por Minas Gerais e o Distrito Federal. O prazo máximo para a entrada dos demais Estados é de cerca de dois anos.Amaral contou que todas as emissoras de TV já estão produzindo a programação normal digitalizada. O grande teste agora será a transmissão dos sinais digitais. De toda forma, ele observa que a mudança não se dará do dia para a noite. Por cerca de dez anos, os dois sinais, o analógico (atual) e o digital (novo), vão conviver. E o consumidor terá a possibilidade de escolha.Amaral ressaltou, no entanto, que a TV digital, que será gratuita na transmissão, poderá resolver, por exemplo, um problema de fantasmas e chuviscos na imagem que hoje afeta a TV aberta. Prova disso, disse ele, só em São Paulo, boa parte dos assinantes da TV a cabo assiste a TV aberta e usa o serviço para melhorar a imagem. ''''A TV por assinatura é uma solução onerosa'''', ponderou.Para um dos coordenadores do Fórum da TV Digital, e executivo da Rede Globo, José Land, ''''a partir do dia 2 de dezembro a televisão vai entrar numa nova era''''. Com objetivo de tornar esse projeto possível, começa hoje uma campanha publicitária que será exibida nas seis emissoras de TV - Cultura, SBT, Globo, Record, Rede TV e Bandeirantes - para explicar a mudança. Os fabricantes investiram cerca de R$ 1 milhão nos seis filmes publicitários feitos pela agência de publicidade interna da Rede Globo.O executivo conta que a campanha da TV digital será exibida três vezes por dia nas seis emissoras de TV, nos períodos da manhã, tarde e noite, para, gradativamente, despertar o interesse do telespectador.O mote da campanha é uma família de classe média brasileira. A família hipotética é a Nascimento, formada pelo pai Fernando; a mãe Claudia, os filhos André e Taís, a empregada Dolores e o vizinho Peixoto.A intenção é, a cada filme, introduzir de forma didática a informação do que é a TV digital e de como ela irá funcionar, a partir situações específicas. Um dos filmes traz à tona a interatividade da TV digital, quando, por exemplo, a mulher diz para o marido que ele não conversa com ela, mas com a TV digital ela terá essa chance.COMO FUNCIONARÁ A TV DIGITAL O que é TV Digital?É uma nova tecnologia de transmissão de sinais de televisão que proporciona melhor qualidade de imagem e som, interatividade e mobilidadeQuando começa?A TV Digital estréia no dia 2 de dezembro, apenas na Grande São Paulo. Há um cronograma de implantação gradual ainda não definido. Depois de São Paulo, a próxima região será o Rio de Janeiro, no começo de 2008, seguido por Minas Gerais e Distrito FederalÉ preciso pagar algo pela TV Digital?Não, é gratuitaQuais equipamentos são necessários para captar os sinais?Ter uma antena de UHF (interna ou externa)para captar os sinais, comprar um conversor digital, que vai receber a transmissão digital em UHF e enviá-lapara uma TV normal. Fabricantes colocarão no mercado aparelhos com sintonizador embutido, que dispensa o conversorQuanto custará o conversor e a TV digital com sintonizador embutido?Fabricantes calculam que o conversor não deve sair por menos de R$ 700, muito acima do previsto pelo governo, que é na faixa de R$ 200. Quanto às TVs com sintonizador embutido, ainda não há previsão de preçoÉ possível ter um conversor apenas para sintonizar várias TVs?Sim, mas, nesse caso, todos asTVs da casa estarão sintonizados no mesmo canal. Para sintonizar canais diferente, é preciso um conversor por aparelho de TVQual será a programação digitalizada disponível a partir de 2 de dezembro?Todas as seis emissoras - Cultura, SBT, Globo, Record, RedeTV e Bandeirantes - terão a grade normal de programação digitalizada.Nem toda a programação será transmitida em alta definiçãoA interatividade estará disponível a partir de dezembro?Não. O Fórum que reúne indústria e fabricantes está definindo as especificações do software que irá fazer a interatividadeTodos os programas transmitidos de forma digital serão transmitidos no formato de cinema (16 por 9)?Nem todos os programas serão transmitidos no formato de tela de cinema. Quando essa transmissão for recebida por uma TV comum, duas faixas pretas aparecerão, abaixo e acima da imagemQuando a transmissão analógica, em funcionamento hoje, vai acabar?Os dois sistemas vão conviver e o desligamento das transmissões analógicas será em 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.