coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

TV digital pode ser moeda de troca, diz Serra

O senador e candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, apresentou hoje uma alternativa inovadora para o Brasil enfrentar ações protecionistas por parte de países desenvolvidos. Para Serra, o Brasil poderia utilizar a decisão que será tomada pelo governo a respeito da TV digital como forma de defender seus interesses comerciais. Serra explicou que este é um exemplo de moeda de troca que pode ser utilizada com os Estados Unidos em uma negociação de medidas protecionistas como a que foi adotada recentemente com relação ao aço. "O método que vai ser usado no Brasil para a TV digital pode favorecer Europa ou Estados Unidos. O Brasil pode utilizar essa decisão como instrumento de defesa comercial, ou seja, aqueles que fizerem menos restrição ao Brasil deverão ter seu método adotado", afirmou. O candidato do PSDB ressaltou que este é apenas um exemplo. "A meu ver, toda a política econômica brasileira em relação ao exterior deve estar voltada a dissuadir medidas protecionistas adotadas contra nós". Na sua opinião, o Brasil deve entrar com uma reclamação na OMC além de utilizar estes instrumentos legítimos de defesa comercial. Para ele, a decisão dos Estados Unidos vai prejudicar o desenvolvimento da Alca e "turvar as relações no comércio internacional". Serra avalia que a medida desorganizará a oferta de aço no mercado mundial "em função de uma medida de proteção a uma indústria ineficiente". José Serra afirmou que os Estados Unidos pregam a livre concorrência para os outros. "No caso deles, eles praticam o protecionismo". Serra deu uma breve entrevista após uma palestra sobre Aids que fez na 43ª reunião anual do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.