TV por assinatura tem queda em maio

Serviço perdeu 35 mil clientes no mês, 0,21% do total; redução ocorreu por causa de revisão de números da Sky

EDUARDO RODRIGUES, AYR ALISKI / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

05 de julho de 2013 | 02h06

O número de usuários de TV por assinatura no Brasil caiu 0,21% em maio, com uma redução de 35.260 clientes em relação a abril, e fechou o mês com 16.934.416 assinantes. Ao final de abril, eram 16.969.676 assinaturas. Os dados, que contrariam a tendência de expansão observada ao longo dos últimos anos, foram divulgados ontem pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Sem maiores detalhes, o órgão regulador informou que a queda foi influenciada principalmente pelo saldo negativo de 130,45 mil assinaturas do Grupo Sky no mês. Na semana passada, a DirecTV - que controla o grupo - divulgou que uma investigação interna apontou que a Sky Brasil inflou sua base de assinantes em cerca de 200 mil clientes devido a práticas irregulares promovidas por alguns funcionários.

Com isso, a modalidade de TV via satélite perdeu 0,38% de seus clientes, mas continuou líder no mercado, com 61,9% de participação. Já a TV a cabo registrou o acréscimo de 18,7 mil novas assinaturas e chegou a 37,8% do conjunto de usuários.

Apenas as regiões Centro-Oeste e Sul tiveram crescimento em maio. Ainda assim, a região Sudeste lidera o indicador, com a presença do serviço em 39,3% dos domicílios (10,439 milhões). O Estado de São Paulo agrega 6,463 milhões de assinaturas (mais de 38% do total).

Considerando o número médio de 3,2 pessoas por domicílio, conforme critério do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os serviços de TV por assinatura são distribuídos, atualmente, para 54,2 milhões de brasileiros e estão presentes em 27,9% das residências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.