TVA aposta em Ajato sem TV paga

A TVA aposta na venda do serviço de acesso à Internet por banda larga sem a obrigatoriedade da aquisição da TV paga para inverter a queda na base de assinantes do Ajato. A partir desse mês, por conta da obtenção da licença de Serviço Comunicação Multimídia (SCM), a empresa passa a oferecer a banda larga desvinculada da TV por assinatura, o que, até então, não era permitido pelo regulamento.O novo produto custa R$ 71,80 para a velocidade de 256 kilobits por segundo (kbps), fora a compra ou aluguel do modem. O valor já embute o provedor Ajato, da própria TVA, que continua necessitando de contratação obrigatória para os serviços de banda larga."A nova proposta de venda permitirá um crescimento de 50% na base de assinantes nos próximos 12 meses", acredita o diretor de Internet e Telecom da TVA, Amilton de Lucca. Hoje são 24 mil assinantes residenciais, ante 28 mil do final do primeiro semestre.Empresa intensifica desconexão em condomíniosA alta do dólar, com conseqüente pressão sobre o preço da programação, cotada na moeda norte-americana, está levando a TVA a rescindir contratos de TV por assinatura com hotéis e condomínios, considerados clientes não rentáveis ou de baixíssima rentabilidade. Desde o início do ano, 15 mil desses empreendimentos já foram desconectados da base de assinantes. A superintende da companhia, Leila Loria, explica que se trata de contratos fechados há meses ou anos em reais, e que já embutiam baixas margens de lucro. "Com a desvalorização do real, esses clientes passaram a oferecer rentabilidade negativa", diz a executiva.A TVA vem tentando renegociar com estes hotéis ou condomínios para reajustar o preço, mas, por força da regulamentação, a companhia só pode repassar o índice de inflação do período. "Ou aumenta o preço ou desconecta", diz Leila. Segundo ela, a estratégia faz parte do processo de rentabilização da base de assinantes em curso na TVA. "Não é o tamanho da base de assinantes que faz a diferença", defende a executiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.