Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Uber e IFood: O que esperar da regulamentação do trabalho para aplicativos

Governo Bolsonaro se prepara para anunciar pacote de medidas econômicas que pretende regulamentar serviços prestados por motoristas e entregadores a aplicativos como Uber, Ifood, Rappi e 99

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2022 | 09h01

O governo de Jair Bolsonaro deve lançar na próxima semana novo pacote de medidas econômicas e, em meio a este cenário, um dos pontos prometidos é avançar na regulamentação de motoristas e entregadores de aplicativos ainda neste ano. O anúncio foi feito na quarta-feira, 27, pela equipe do Ministério do Trabalho e Previdência durante café da manhã com jornalistas. 

O que o governo pretende fazer? 

A equipe do ministério quer lançar, ainda neste ano, uma nova legislação para permitir a regulamentação dos motoristas de apps, com regras mais flexíveis do que um funcionário formal de carteira assinada. 

"Por um lado, queremos promover uma inclusão previdenciária, e, por outro, olhar para essas condições de trabalho sem fechar mercado e sem reduzir o número de ocupações que existe hoje", afirmou o secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Bruno Dalcolmo. Para ele, todas as partes "vão ter que ceder um pouquinho" na formalização. "As empresas sabem que precisam melhorar a sua interação com os trabalhadores em prol da sustentabilidade do próprio modelo de negócios." 

O que deve mudar para motoristas e entregadores de app? 

A ideia é que as novas regras permitam a regulamentação da relação do entregador e das empresas de tecnologia que controlam esses serviços, como Uber e Ifood.

Será carteira assinada? 

Uma das definições, de acordo com a pasta, é não classificar esses trabalhadores com vínculo empregatício e nem igualar ao modelo da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Quais as dificuldades do projeto? 

O governo ainda enfrenta um impasse para definir a extensão da regulamentação e as regras específicas, em meio à demanda dos entregadores e motoristas e aos interesses das empresas. / COM INFORMAÇÕES DE DANIEL WETERMAN

Tudo o que sabemos sobre:
UberiFoodaplicativo de transporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.