UBS anuncia prejuízo de US$ 11 bi no 1º tri e corte de empregos

Banco suíço planeja cortar 5.500 postos até o meio do próximo ano, num esforço para se reestruturar

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

06 de maio de 2008 | 06h06

O banco suíço UBS anunciou, nesta terça-feira, 6, que reverteu no primeiro trimestre um prejuízo líquido de 11,54 bilhões de francos suíços (US$ 10,99 bilhões), ante um lucro líquido de 3,03 bilhões de francos suíços no mesmo período de 2007. A instituição financeira também anunciou que planeja cortar 5.500 empregos até o meio do próximo ano, num esforço para se reestruturar. O banco reduzirá as vagas após massivas baixas contábeis no fracassadomercado de hipotecas, que já totalizam cerca de US$ 37 bilhões.   Veja Também:   Cronologia da crise financeira  Entenda a crise nos Estados Unidos   Na sua previsão, o banco, que está em negociações sobre posições hipotecárias que ele ainda mantém, alertou que as condições do mercado permanecem difíceis. As principais perdas e as baixas contábeis no crédito subprime têm levado o UBS a repensar o seu banco de investimentos, ser mais inflexível com o risco, encolhendo sua folha de balanço e abandonando algumas das áreas de alto risco como o comércio de propriedades.As perdas forçaram o UBS a procurar duas injeções de capital neste ano, uma de grandes investidores e outra por meio de um aumento de capital por parte dos acionistas. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
UBScrise dos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.