UBS aponta causas de baixas contábeis no subprime

O banco suíço UBS apresentou, nesta segunda-feira, um relatório para a Comissão Federal de Bancos da Suíça (EBK), apontando três áreas como responsáveis pelas baixas contábeis de US$ 37,4 bilhões (? 23,65 bilhões) no crédito subprime. O relatório do UBS destaca que as massivas perdas no crédito subprime foram resultado de uma tomada de risco excessiva e controles insuficientes. O banco apontou também uma série de erros que começaram com o seu agora extinto fundo de hedge Dillon Red Capital Management.Os outros negócios citados pelo banco como sendo a causa das perdas contábeis foram: o Investment Bank''s Rates - CDO Warehouse e CDO Super Senior Positions -, e o ABS Trading Portfolio administrado pelo IB''s Foreign Exchange/Cash Collateral Trading, ou FX/CCT.Outros falhas mencionadas no relatório incluíram uma estimativa de investimento de curto prazo e o fato de o banco não ter previsto com antecedência a gravidade da crise do crédito imobiliário americano. O relatório foi publicado no site do banco na Internet antes do encontro anual de acionistas, que ocorrerá na próxima quarta-feira (23). As informações são da Dow Jones

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.