Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

UBS e Receita dos EUA ainda discordam sobre dados

O banco suíço UBS AG e a Receita Federal norte-americana ainda não entraram em acordo sobre como os dados de clientes do UBS podem ser transferidos para os EUA, de acordo com o diário suíço NZZ am Sonntag.

AE, Agencia Estado

09 de agosto de 2009 | 13h45

Enquanto a Receita Federal norte-americana (IRS, na sigla em inglês) quer ter certeza de que os dados de clientes do UBS serão transferidos rapidamente para os EUA, a Suíça teme que isso indique que o sigilo bancário do país é negociável, de acordo com o jornal.

A Suíça então quer manter o processo completo conhecido como assistência administrativa, enquanto a Receita norte-americana está buscando por garantias de que os dados serão transferidos rapidamente.

O UBS e o governo dos EUA anunciaram na semana passada que haviam concordado a princípio em fechar um acordo sobre o caso. Na ocasião, a expectativa era de que o acordo seria finalizado até a manhã de sexta-feira. As duas partes, no entanto, solicitaram o adiamento da audiência e então o juiz Alan Gold, de Miami, optou por marcar uma teleconferência para 12 de agosto.

A Receita dos EUA está em busca dos nomes de 52 mil norte-americanos clientes do UBS que poderiam ter evadido impostos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UBSsigilo bancárioReceita dos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.