UBS estima novos campos do País em 50 bi de barris

As novas descobertas de petróleo no Brasil vão exigir investimentos de US$ 600 bilhões para que todas as reservas sejam de fato exploradas em sua totalidade. Pelos cálculos do banco suíço UBS, os campos brasileiros que acabam de ser descobertos poderiam significar um volume de 50 bilhões de barris de petróleo. Um relatório do UBS feito em Londres e enviado a investidores internacionais alerta que as descobertas no Brasil terão um "efeito dramático na demanda mundial por serviços relacionados ao petróleo".Segundo os analistas, as reservas na Bacia de Santos vão afetar diretamente o setor nos próximos dez anos em todo o mundo. O banco suíço não disfarça o entusiasmo diante das dimensões das reservas brasileiras, apontando que o mercado de petróleo poderá ser impactado pela nova produção na América do Sul.Entretanto, o UBS estima que os investimentos necessários serão de pelo menos US$ 12 por barril em um primeiro momento. Os desafios técnicos de tirar o petróleo do subsolo marinho são considerados pelo banco como algo substancial. Um dos problemas, por exemplo, seriam as escavações em zonas com alta taxa de sal nas águas do Oceano Atlântico. O campo que mais vai gerar lucros é o de Tupi, segundo o UBS. Os analistas estimam que apenas neste campo será necessário escavar 200 poços para que todo o potencial seja aproveitado. No total, 2 mil poços terão de ser abertos na costa brasileira, trabalho que será complexo e caro.Mesmo com o custo de US$ 12,00 por barril, porém, os lucros seriam enormes. Se o atual preço do petróleo for mantido, o País pode somar mais de US$ 100 por cada barril retirado. As estimativas são de que o governo ficaria com mais de 30% desses lucros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.