Ucrânia e dados fracos sobre Alemanha pesam sobre ações europeias

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, caiu 0,82 por cento, a 1.323 pontos

TRICIA WRIGHT, REUTERS

06 de agosto de 2014 | 14h40

A escalada das tensões na Ucrânia e preocupações com a força da recuperação econômica da Europa juntaram-se para derrubar as bolsas europeias nesta quarta-feira.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, caiu 0,82 por cento, a 1.323 pontos, menor fechamento desde 16 de abril, em meio a preocupações sobre o aumento do número de tropas russas perto da fronteira com a Ucrânia e evidências de que a crise na região está afetando a Alemanha, maior economia da Europa.

As encomendas à indústria alemã recuaram em junho no maior ritmo desde setembro de 2011. Os riscos geopolíticos deixaram as empresas cautelosas e a demanda na zona do euro caiu.

"Aqueles números sobre a indústria alemã foram simplesmente horríveis. Eles realmente alimentam a narrativa de desaceleração da Europa", disse o analista-chefe de mercados do CMC Markets, Michael Hewson.

"Eu acho que as ações ficar na defensiva até que tenhamos alguma forma de clareza sobre exatamente o que vai acontecer na Rússa/Ucrânia... Se você é uma companhia alemã, não vai querer começar a investir dinheiro contra um cenário de crescentes preocupações geopolíticas e economia fraca", acrescentou.

A Rússia reuniu cerca de 20 mil soldados prontos para combate na fronteira no leste da Ucrânia e pode usar a desculpa de missão humanitária ou de manutenção da paz para invadir, disse a Otan nesta quarta-feira.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,69 por cento, a 6.636 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,65 por cento, a 9.130 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,61 por cento, a 4.207 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 2,7 por cento, a 19.509 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,04 por cento, a 10.246 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 4,07 por cento, a 5.579 pontos.

((Tradução Redação São Paulo; 55 11 5644 7757)) REUTERS BBF CMO

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.