Ucrânia e Rússia tentam acordo sobre gás, diz Oettinger

A Rússia e a Ucrânia iniciaram uma tentativa de acordo para finalizar a disputa sobre a dívida de gás ucraniana e evitar o corte de fornecimento por parte estatal russa Gazprom, segundo o comissário de Energia da União Europeia, Günther Oettinger.

AE, Agencia Estado

26 de maio de 2014 | 16h38

O acordo determina que a Naftogaz, empresa ucraniana, faça o pagamento inicial de US$ 2 bilhões para a russa Gazprom nesta quinta-feira. Na próxima sexta-feira, os dois países tratariam com o mediador da União Europeia dos preços do gás entregue nos meses de abril, maio e a partir de junho.

A Gazprom cobra da Naftogaz cerca de US$ 3,5 bilhões por entregas de gás já efetuadas. Os governos da Ucrânia e da Rússia mantinham um acordo para subsídio da commodity, porém com a queda do presidente Viktor Yanukovich em fevereiro a empresa russa cobrou a diferença tarifária e aumentou o preço do gás de US$ 286,00 por mil metros cúbicos para US$ 485,00 por mil metros cúbicos.

De acordo com o comissário, os dois países têm até quarta-feira para consultar seus líderes políticos e as companhias de gás. Apesar de não ter nada fechado, Oettinger disse estar otimista. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaRússiaUnião Europeiagás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.