Ucrânia permite que russos acessem gasoduto

O governo da Ucrânia permitirá a entrada dos observadores russos para vigiar o trânsito de gás russo para a Europa por seu território, declarou ontem o presidente ucraniano, Viktor Yushenko."Assumimos a obrigação de permitir que representantes russos tenham acesso aos pontos de entrada e saída" do gasoduto que abastece a Europa, partindo da Rússia e passando pela Ucrânia, disse Yushenko, após uma reunião com o premier tcheco, Mirek Topolanek, cujo país ocupa a presidência rotativa da UE. A primeira-ministra ucraniana, Yulia Timoshenko, confirmou que Kiev assinará o acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.