UE aprova ajuda temporária ao espanhol Bankia

Resgate estatal é de € 4,4 bi; governo do país terá de apresentar plano de reestruturação em seis meses

Reuters,

27 de junho de 2012 | 07h47

BRUXELAS - O banco espanhol Bankia recebeu aprovação temporária nesta quarta-feira para um resgate estatal, mas o governo espanhol terá que apresentar um plano de reestruturação dentro de seis meses para compensar o apoio concedido, disse a Comissão Europeia.

O órgão executivo informou que a ajuda estatal inclui uma conversão de 4,465 bilhões de euros em ações preferenciais existentes detidas pelo Estado em capital e uma garantia de liquidez que chega aos 19 bilhões de euros em favor do grupo BFA e de sua unidade Bankia.

"Não há dúvida de que o beneficiário terá que passar por uma profunda reestruturação", disse o comissário de defesa da concorrência, Joaquim Almunia, que regula o apoio estatal.

"A conversão de ações preferenciais em capital vai simplificar a estrutura de controle do BFA, que passará a ser totalmente estatal, tornando as decisões de reestruturação mais fáceis de serem tomadas", afirmou em comunicado.

O grupo controlador do Bankia pediu apoio ao governo no mês passado, na maior operação de resgate bancário da Espanha, além de fundos estatais já colocados na instituição para cobertura de possíveis perdas sobre empréstimos, investimentos e propriedades retomadas.

A Comissão informou que a decisão desta quarta-feira não cobre o pedido do BFA para uma injeção adicional de capital de 19 bilhões de euros, já que as autoridades espanholas ainda avaliam o assunto.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBANKIAAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.