Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

UE concorda com plano anticrise estimado em US$ 266 bilhões

Pacote equivale a 1,5% do PIB do bloco e tem como objetivo sustentar a atividade econômica e o emprego

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

12 de dezembro de 2008 | 10h32

Os líderes da União Européia concordaram com um pacote de estímulo econômico calculado em cerca de 200 bilhões de euros (US$ 266,5 bilhões) para desviar da ameaça de uma "espiral de recessão". Os países-membros do bloco concordaram em injetar nas suas economias o equivalente a 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do bloco.   Veja também: Indústria na zona do euro tem maior baixa em 15 anos Japão anuncia novo plano US$ 255 bi contra crise financeira Fracassa reunião sobre montadoras nos EUA  De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    "Nestas circunstâncias excepcionais, a Europa irá agir de forma unida, forte, rápida e decisiva para evitar uma espiral de recessão e sustentar a atividade econômica e o emprego", apontou o esboço do acordo feito no fórum do bloco.   A Alemanha inicialmente resistiu ao plano, dizendo que não queria gastar mais do que os 32 bilhões de euros que já planejou para sua própria economia. As autoridades que trabalharam no acordo não irão forçar a Alemanha a gastar mais. O acordo perde gastos de "cerca de 1,5%" do PIB do bloco. Alguns países gastarão mais do que outros. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.