UE considera reformular fundo de resgate, diz jornal

Os líderes europeus estão negociando uma reformulação do fundo de resgate de 440 bilhões de euros da zona do euro em troca de novas medidas de austeridade e de uma supervisão mais rígida aos Estados endividados, de acordo com uma reportagem publicada nesta segunda-feira.

REUTERS

31 de janeiro de 2011 | 07h35

Citando fontes envolvidas nas negociações sem revelar seus nomes, o Financial Times disse que, ao invés de assistência financeira, os líderes estão considerando uma "supervisão aprimorada" sobre Espanha e Portugal, que aprovaria reformas propostas pelos países.

"A UE não deveria tentar impor um programa a qualquer país", disse Olli Rehn, comissário de Assuntos Econômicos e Monetários da UE, ao FT.

"A Espanha está tomando medidas muito ousadas e profundas."

Nenhuma decisão é provável na cúpula de líderes europeus na sexta-feira, segundo o jornal.

(Reportagem de Karolina Tagaris)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROUEFUNDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.