UE decide hoje se retaliará produtos dos EUA

A União Européia (UE) estabeleceu o dia de hoje (30 de setembro) como prazo final para decidir se retaliará produtos norte-americanos ou se suspenderá o lançamento de US$ 350 milhões em sanções comerciais contra os EUA. Os quinze países-membros da UE ameaçaram impor sanções retaliatórias sobre mercadorias que variam desde têxteis até frutas, após a administração de George W. Bush impor tarifas de até 30% sobre as 13 milhões de toneladas métricas de aço importado em março.Na última quinta-feira, Arancha Gonzales, porta-voz da Comissão, disse que a UE "não deverá apertar o gatilho neste momento". Autoridades da UE afirmaram que a Europa quer fornecer a Washington outro sinal de que tem intenções de solucionar a questão na reunião em Genebra da Organização Mundial do Comércio (OMC), em vez de aprofundar a disputa e ameaçar as relações comerciais já sensíveis entre ambas as partes. Os EUA já isentaram mais de 50% do aço importado da Europa, em uma concessão que levou, em julho, a UE a adiar as sanções. Um painel da OMC deverá decidir se as tarifas norte-americanas são legais segundo as normas mundiais de comércio em março de 2003. Os ministros do Exterior da UE também deverão realizar um debate especial sobre o futuro da política comercial, enfocando como a UE deverá desenvolver relações comerciais com os países mais pobres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.