Estadão
Estadão

UE deve apresentar acusação formal contra o Google por violação de leis antitruste

O processo reabre a possibilidade de multas para o Google que poderiam em tese exceder US$ 6 bilhões

O Estado de S. Paulo

14 de abril de 2015 | 17h13

BRUXELAS - O regulador antitruste da União Europeia decidiu apresentar acusações formais contra o Google, por violação das leis antitruste do bloco, disse uma pessoa familiarizada com o assunto. A investigação já dura cinco anos e deve se tornar a maior disputa em relação ao tema em Bruxelas desde que a União Europeia voltou-se contra a Microsoft, há uma década.

A chefe do regulador antitruste da UE, Margrethe Vestager, tomou a decisão nesta terça-feira, 14, em consulta com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e informará aos outros comissários europeus sobre o caso em uma reunião nesta quarta-feira, segundo a fonte.

O processo reabre a possibilidade de multas para o Google que poderiam em tese exceder US$ 6 bilhões. O caso seria "uma notícia muito ruim" para o Google, segundo Ioannis Lianos, professor de Legislação sobre a Competição Global na University College London. 

De acordo com Lianos, a notícia de hoje significa que os reguladores europeus não querem chegar a um acordo, mas sim adotar uma decisão que pode levar a multas e à imposição de determinações sobre o tema.

Tudo o que sabemos sobre:
GoogleUnião Europeialeis antitruste

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.