UE e EUA discutirão combate a especulação com dívidas soberanas

Hollande afirma que líderes europeus vão se reunir com Barack Obama para falar sobre mecanismo que ajudem a evitar a especulação

Álvaro Campos, da Agência Estado,

19 de junho de 2012 | 13h15

LOS CABOS - O presidente da França, François Hollande, afirmou nesta terça-feira, 19, que os líderes europeus que participam do encontro do G-20 no México vão se reunir hoje com o presidente dos EUA, Barack Obama, para discutir a criação de mecanismos para combater a especulação com dívidas soberanas.

Inicialmente a reunião aconteceria na noite de ontem, após o jantar dos chefes de Estado e governo do G-20. Mas o encontro foi adiado na última hora, porque o jantar acabou muito tarde, comentou Hollande. "Não é sobre crescimento. Será mais sobre mecanismos que nos permitam combater a especulação", afirmou o presidente francês sobre o encontro.

Hollande

disse que os juros pagos por Espanha e Itália para tomar empréstimos nos mercados são "inaceitáveis", considerando a ajuda da União Europeia aos bancos espanhóis e os esforços da Itália para consertar as finanças públicas.

"Nós precisamos mostrar uma capacidade de ação muito mais rápida", comentou Hollande. Mas ele não explicou como a Europa poderia reagir mais rapidamente às oscilações nos mercados de dívidas soberanas, ou se essa responsabilidade poderia recair sobre o Banco Central Europeu (BCE) ou os fundos de resgate do bloco.

O presidente francês também afirmou que a proposta de um imposto sobre transações financeiras não será incluída na versão final do comunicado do G-20, que deve ser divulgado ainda nesta terça-feira, 19. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HollandeFrançaUEEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.