UE está comprometida em resolver crise com consolidação e crescimento

Segundo Merkel, União Europeia está empenhada em solucionar situação atual e tarefa agora é assegurar que os recursos disponíveis para crescimento sejam usados de maneira eficaz

Renan Carreira, da Agência Estado,

19 de junho de 2012 | 13h47

LOS CABOS - As autoridades europeias que participam da cúpula internacional em Los Cabos, no México, disseram aos líderes do G-20 que estão comprometidas em resolver a crise do euro com uma combinação de consolidação orçamentária e medidas de crescimento, afirmou nesta terça-feira, 19, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

"Do ponto de vista da UE, argumentamos por unanimidade que estamos empenhados em resolver a crise com uma combinação de consolidação orçamentária, iniciativas de crescimento e mais cooperação europeia", afirmou ela. "Precisamos de mais Europa e os mercados aguardam que caminhemos juntos."

Como exemplos, Merkel mencionou as discussões contínuas sobre o pacto de crescimento e a supervisão bancária europeia. "Crescimento não é apenas dinheiro", disse. "A tarefa agora é assegurar que os recursos que temos para crescimento sejam usados de maneira eficaz."

Merkel também disse que era importante assegurar que os maiores bancos do mundo estejam suficientemente capitalizados para evitar que eles representem uma ameaça à economia global. Ela disse que a Espanha deveria pedir ajuda formal para seus bancos em breve, a fim de esclarecer a situação. "É importante que tenhamos clareza logo sobre um pedido formal de ajuda espanhol", disse. "Os bancos que não estão suficientemente capitalizados são uma fonte de volatilidade e são perigosos para a economia." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
União EuropeiacriseG20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.