carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

UE está preocupada com desemprego e crescimento, diz Alckmin

Os representantes da União Européia mostraram preocupação com o alto índice de desemprego no País durante almoço, hoje, com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Os dados da Fundação Seade/Dieese divulgados ontem revelam aumento do desemprego na região metropolitana de São Paulo para 20,6% da População Economicamente Ativa (PEA). Segundo o governador, a questão econômica foi o tema central do encontro, realizado a portas fechadas. Alckmin disse que a solução do problema do desemprego no País exige mais do que uma única frente de ação. "Acho que é preciso uma cesta de propostas. E essa será uma das questões centrais da reunião dos governadores", disse ele, referindo-se ao encontro de 27 governadores agendado para segunda-feira, em Brasília.Cenário econômicoSegundo o governador, uma outra grande preocupação da União Européia, conforme demonstraram embaixadores e cônsules no almoço desta sexta-feira, é quanto o Brasil vai crescer em 2004. Alckmin insistiu que um esforço tem de ser feito simultaneamente em várias direções. E citou crédito, redução dos juros e investimentos em áreas de mão de obras intensiva, como a construção civil, "além do esforço exportador, e do agronegócio".O governador reiterou que o cenário de 2004 é melhor do que o de 2003, mas insistiu na necessidade de redução dos juros para que não diminua o clima de otimismo que começou a ser registrado no final do ano passado. "A expectativa é de que se possa ter um ano melhor. Só que de novo veio o mês de março, taxas de juros, ata do Copom, e já começou a esfriar o clima mais animado", comentou.

Agencia Estado,

23 de abril de 2004 | 17h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.