finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

UE fecha acordo para cortar dívida grega com bancos

Os líderes europeus chegaram a um acordo para reduzir a dívida da Grécia depois de trabalharem duro, já na manhã desta quinta-feira na Europa, para encontrar um acerto sobre o que eles haviam chamado de um pacote demolidor, destinado a conter a crise da dívida do continente.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

27 de outubro de 2011 | 02h49

De acordo com o "Wall Street Journal", o presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse depois da maratona de negociações que os líderes chegaram a um acordo com os bancos privados sobre uma redução "voluntária" de 50% na dívida grega em poder dos investidores privados.

Ele afirmou também que os líderes haviam acertado expandir o poder de fogo da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) em quatro a cinco vezes, sugerindo que esse fundo poderia fornecer garantias para até ? 800 bilhões a ? 1,3 trilhão de bônus emitidos por países como Espanha e Itália.

Os líderes concordaram com um plano que reforçará os colchões de capital dos mais enfraquecidos entre os 70 maiores bancos do continentes, em ? 106 bilhões (US$ 147 bilhões) - embora eles não tenham dito de onde virá o dinheiro. As informações são da Dow Jones. (Hélio Barboza)

Tudo o que sabemos sobre:
Europacriseacordo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.