UE ganha aliados contra protecionismo dos EUA

A União Européia (UE) ganha aliados na luta contra o protecionismo dos Estados Unidos. Nesta sexta-feira, a Organização Mundial do Comércio (OMC) aprovou a adesão do Japão e da Coréia ao painel (comitê de arbitragem) aberto por Bruxelas contra as barreiras ao aço impostas pelos norte-americanos.No início de março, a Casa Branca estabeleceu uma tarifa de até 30% sobre os produtos siderúrgicos de todo o mundo, alegando que sua indústria estava entrando em colapso por causa das importações. O resultado foi uma avalanche de processos na OMC, pedindo a intervenção de árbitros internacionais para julgar se a medida da Casa Branca estaria de acordo com as leis da entidade."O caso do aço é um prova de que a OMC deve ser utilizada para solucionar os conflitos comerciais no mundo", afirmou ao Estado o diretor da OMC, Mike Moore. Outros países podem colocar-se ao lado dos europeus na próxima semana. China, Noruega e Suíça devem ter seus pedidos de painel autorizados pela OMC e devem unir-se a Bruxelas."O sistema de regras da OMC permite que haja acordos para que países possam unir-se para defender os mesmos interesses", disse Moore. ?O único país que não parece interessado em se unir ao grupo é o Brasil, que prefere atuar de forma isolada contra os Estados Unidos.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.