bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

UE investiga petrolíferas por suposta distorção de preço

Autoridades antitruste da União Europeia vasculharam os escritórios de companhias petrolíferas e de biocombustíveis em dois países da região e na Noruega por suspeita de que elas tenham feito um conluio para distorcer preços no setor, afirmou nesta terça-feira a Comissão Europeia.

Agencia Estado

14 de maio de 2013 | 16h13

"A comissão receia que as empresas possam ter combinado a divulgação de preços distorcidos para uma agência de captação de preços para manipular os preços publicados de uma série de produtos derivados de petróleo e biocombustíveis", disse o braço executivo da UE em comunicado.

Os preços publicados pelas agências servem de referência para os negócios com commodities nos mercados físico e de derivativos na Europa e mundialmente.

"Mesmo pequenas distorções dos preços avaliados podem ter um impacto enorme nos preços do petróleo bruto, de produtos refinados de petróleo e em compras e vendas de biocombustíveis, prejudicando potencialmente os consumidores finais", explicou a comissão.

A norueguesa Statoil disse que seu escritório em Stavanger foi inspecionado e que está cooperando com a investigação. A Royal Dutch Shell também afirmou que está auxiliando na apuração da comissão. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UEpetróleopreços

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.