UE pede que FMI considere um imposto financeiro global

Líderes enfatizam necessidade de tributo para promover "uma administração de risco efetiva e sólida"

David Brunnstrom, Reuters

11 de dezembro de 2009 | 07h42

Os líderes da União Europeia pediram que o Fundo Monetário Internacional (FMI) considere a imposição de um imposto global sobre transações financeiras após a crise global.

O pedido foi feito em um esboço de comunicado divulgado nesta sexta-feira, 11. O documento deve ser aprovado em uma cúpula da UE.

Os líderes enfatizam a necessidade de pagamento e de remunerações no setor financeiro para promover "uma administração de risco efetiva e sólida" após a Grã-Bretanha e a França pedirem que os bônus dos banqueiros sejam taxados pesadamente.

Tudo o que sabemos sobre:
MacroUnião EuropeiaFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.