Yves Herman/Reuters
Yves Herman/Reuters

UE prevê inflação maior e desemprego menor na zona do euro em 2015

Segundo a Comissão Europeia, inflação deve ficar em 0,1% e desemprego em 11% neste ano

O Estado de S. Paulo

05 Maio 2015 | 09h56

BRUXELAS - A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia, elevou a projeção para a inflação ao consumidor na zona do euro em 2015 para 0,1%, de -0,1% anteriormente. A meta de inflação anual do Banco Central Europeu (BCE) é de taxa ligeiramente abaixo de 2%.

Para a taxa de desemprego no bloco este ano, a expectativa é positiva. A entidade reduziu sua previsão, de 11,2% para 11%.

Para a Alemanha, as previsões para as taxas anuais de inflação ao consumidor também foram elevadas, de 0,1% para 0,3% em 2015, e de 1,6% para 1,8% em 2016. "O efeito do amortecimento do preços causado pela baixa do petróleo deve desaparecer até o ano que vem", disseram os analistas da UE.

A taxa anual de inflação ao consumidor de 2015 no reino Unido, no entanto, foi reduzida para 0,4%, de 1% na estimativa anterior. A redução não alterou, porém, a expectativa para 2016, que permanece em 1,6%. 

As previsões da UE estão em linha com as estimativas do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). O banco central também diminuiu suas projeções para a inflação inglesa, devido às quedas nos preços do petróleo no mercado internacional. 

Mais conteúdo sobre:
inflação desemprego União Europeia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.