UE quer reforçar testes contra fraude alimentar

A União Europeia vai propor o reforço de testes em toda a cadeia de produção de alimentos para detectar fraudes, após o escândalo de carne de cavalo, disse o porta-voz do bloco Frederic Vincent nesta quinta-feira. Ele afirmou que a ideia integrará um pacote de primavera do órgão executivo da UE com propostas sobre saúde vegetal e animal.

Agencia Estado

11 de abril de 2013 | 14h57

Ainda segundo o porta-voz, a Comissão Europeia vai publicar em 15 de abril os resultados de testes aleatórios de DNA para detectar carne de cavalo, acordados em fevereiro pelos Estados membros, quando surgiu o escândalo da carne de cavalo não informada em rótulos de alimentos. Vincent afirmou ainda que novos testes serão realizados nas próximas semanas, de acordo com a disposição dos países do bloco. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UEalimentosfraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.