UE quer vender pneus recauchutados para o Brasil

O comissário do Comércio da União Européia, Pascal Lamy, vai tentar negociar com Brasília uma solução para a proibição brasileira à importação de pneus recauchutados. A legislação brasileira inclui esse tipo de produto na lista de bens usados, e que, portanto, não podem ser importados. A União Européia alega que a Organização Mundial do Comércio (OMC) já definiu que pneu recauchutado tem de ser considerado produto novo e, por isso, não pode ser restringido.Segundo Stefano Gatto, conselheiro da delegação da Comissão Européia em Brasília, a União Européia ainda não decidiu se vai questionar a lei brasileira na OMC.Lamy vai tentar, segundo ele, uma acordo com as autoridades brasileiras antes de levar o caso a litígio. Os europeus alegam, também, que um tribunal ?ad hoc? do Mercosul determinou que essa proibição brasileira não é compatível com as regras do bloco, e que o Brasil ainda não adotou qualquer medida em relação a isso. O assunto é um dos principais da pauta de Lamy no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.