UE reduz previsão de crescimento da zona do euro

A Comissão da União Européia reduziu esta manhã a sua previsão de crescimento econômico no terceiro trimestre para a zona do euro, atribuindo a revisão em baixa ao enfraquecimento econômico dos EUA e à demanda doméstica reprimida. A comissão revisou sua estimativa de crescimento para o terceiro trimestre de uma faixa entre 0,6%-0,9% para 0,3%-0,6%. Esta foi a segunda revisão em baixa das projeções para o trimestre. A estimativa inicial apontava expansão de 0,7%-1,0%.Simultaneamente, a comissão divulgou a sua primeira estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre, mantendo a mesma projeção do terceiro trimestre, de expansão de 0,3% a 0,6%. Os últimos dados confirmam que a fraca recuperação doméstica da zona do euro segue dependendo das exportações, o que deixa a região vulnerável à deterioração econômica dos EUA.Acompanhando o anúncio das previsões, o corpo executivo da UE expressou sua preocupação sobre a economia dos EUA, destacando, especialmente, os dados do Instituto de Gestão de Oferta (ISM). O índice de atividade do ISM ficou em 50,9 em agosto, abaixo do nível de 53,1 de julho e bem abaixo das expectativas de melhora para 54.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.