UE reduz previsão de crescimento em 2008 para 2%

A Comissão Européia revisou em baixa suas projeções de crescimento econômico da União Européia (bloco econômico europeu formado por 27 países da região), devido à turbulência dos mercados financeiros e ao enfraquecimento da economia dos EUA. A Comissão, braço executivo da UE, espera que a União Européia cresça à taxa de 2% este ano, abaixo da estimativa anterior de crescimento, de 2,4% prevista em novembro. Para os 15 países europeus da zona do euro, o crescimento deve ser de 1,8%, abaixo da previsão anterior de expansão de 2,2%."A contínua turbulência financeira, a forte desaceleração nos EUA e os elevados preços das matérias-primas (commodities) se materializaram", disse a Comissão em comunicado, ressaltando que a previsão atual pode ser novamente revisada em baixa.A Comissão afirmou que a inflação da zona do euro deve ser em média de 2,6% este ano, muito acima da taxa de 2,1% estimada em novembro. A comissão atribuiu este aumento aos preços maiores de energia e alimentos.A alta da inflação aliada à desaceleração econômica apresenta um difícil dilema para o Banco Central Europeu (BCE). O banco tem mantido sua taxa de juros em 4% ao ano desde junho, citando as preocupações com a inflação. O BC americano (Federal Reserve), por outro lado, vem cortando os juros para evitar uma possível recessão nos EUA. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.