bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

UE se compromete a combater evasão fiscal em documento

Texto surge um dia antes de reunião em Bruxelas e em meio a ampliação dos protestos contra a austeridade

Danielle Chaves, da Agência Estado,

21 de maio de 2013 | 11h37

LONDRES - Conclusões prévias da reunião de cúpula da União Europeia (UE), marcada para esta quarta-feira, 22, em Bruxelas, pedirão que dirigentes façam "maiores esforços" para combater a evasão fiscal e as fraudes, "especialmente no atual contexto de consolidação fiscal".

"A fraude e a evasão fiscal limitam a capacidade dos países de aumentar a receita e implementar as políticas econômicas. Em tempos de restrições orçamentárias, combater a fraude e a evasão fiscal é mais do que uma questão de justiça - se torna essencial para a aceitação política e social da consolidação fiscal", afirma documento prévio da UE visto pela Market News International.

A texto surge depois de crescentes relatos de cansaço com a reforma entre os líderes dos países da periferia da UE e de ampliação dos protestos públicos contra a austeridade.

Enfatiza a "promoção e ampliação do escopo da troca automática de informações em todos os níveis".

Os líderes da UE pedirão que se "desenvolvam posições coordenadas fortes no contexto do G-8, do G-20 e da OCDE".

Lidar com a evasão fiscal se tornou a maior prioridade da presidência do Reino Unido no G-8 neste ano, como deixa claro o documento.

A reunião está prevista para começar às 8hs (de Brasília) desta quarta. Uma entrevista à imprensa deve ser concedida às 12hs.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.