UE vai revelar nomes de quem recebe subsídio agrícola

Hoje, apenas 16 países revelam quem recebe os subsídios, criados há mais de 40 anos

JAMIL CHADE, Agencia Estado

19 de março de 2008 | 13h02

A Europa vai finalmente abrir sua caixa preta. A partir de 2009, todos os 27 países do bloco serão obrigados a informar quem são as pessoas que recebem os bilionários subsídios agrícolas no continente. Hoje, apenas 16 países revelam quem recebe os subsídios, criados há mais de 40 anos. A França, maior receptora de ajuda da UE para a agricultura, considera a informação como "confidencial" e "questão de Estado". A decisão promete causar uma saia-justa para muitos. No ano passado, a entidade Oxfam conseguiu confirmações de que a família real britânica estava entre os "fazendeiros" que recebiam subsídios. A própria comissária da UE para a Agricultura, Mariann Fischer Boel, admitiu que a fazenda de seu marido na Dinamarca recebia recursos de Bruxelas. Em 2006, os subsídios agrícolas na UE somaram 40 bilhões de euros, cerca de 40% de todo o orçamento do bloco. "Isso é dinheiro dos contribuintes. Portanto, é importante que as pessoas saibam onde os recursos são usados", afirmou Mariann Fischer Boel. "A transparência também deve ajudar na gestão dos recursos, reforçando o controle público de como o dinheiro é usado", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.