JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Última semana de fevereiro registra maior saída de dólares do ano

Fluxo cambial ficou negativo em US$ 3,3 bilhões na semana final de fevereiro, sinal de que os investidores estrangeiros estariam mais desconfiados sobre os rumos da economia brasileira

CÉLIA FROUFE, Estadão Conteúdo

04 de março de 2015 | 13h33

O fluxo cambial negativo dos dias 23 a 27 de fevereiro é o maior do ano para uma semana. A semana de 23 a 27 de fevereiro registrou uma saída de dólares do Brasil maior do que a entrada, com o fluxo cambial ficando negativo em US$ 3,3 bilhões no período.

De acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira, 4, pelo Banco Central, o segmento financeiro, que reúne operações como investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras, teve envios de US$ 2,8 bilhões nesta semana em questão. O resultado é a diferença entre entradas de US$ 8,5 bilhões e de remessas de US$ 11,3 bilhões.

No mesmo período, no comércio exterior, o saldo ficou negativo em US$ 541 milhões, com importações de US$ 4 bilhões e exportações de US$ 3,5 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 573 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 447 milhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 2,5 bilhões em outras operações.

Fevereiro. O fluxo cambial total ficou negativo em US$ 1,1 bilhão no fechado do mês de fevereiro. Em igual mês de 2014, o saldo estava no vermelho em US$ 1,9 bilhão. O resultado de fevereiro é bem distinto do de janeiro deste ano, que ficou positivo em US$ 3,9 bilhões. Na ocasião, o clima era de confiança na nova equipe econômica e a elevação dos juros no Brasil um tiro certeiro de retorno para um mercado internacional extremamente líquido.


A aceleração dos juros deve continuar na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de hoje, mas as operações financeiras perderam totalmente o fôlego demonstrado no primeiro mês de 2015. O envio de dólares por esse canal foi de US$ 1,7 bilhão ante ingressos de US$ 4,1 bilhões do mês anterior. O saldo de fevereiro é resultado de entradas no valor de US$ 36,5 bilhões e envios no total de US$ 38,2 bilhões. Ao longo de todo ano passado, a área financeira foi a principal porta de saída de recursos do País, somando US$ 13,4 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 567 milhões, com importações de US$ 11,8 bilhões e exportações de US$ 12,4 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,2 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 2,5 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 7,8 bilhões em outras entradas.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco Centralfluxo cambial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.