Últimos gastos para abater no IR

O contribuinte tem só esta semana para tomar algumas providências que podem reduzir o Imposto de Renda (IR) da declaração a ser entregue em abril. Entre as opções está a compra de um plano de previdência privada e a antecipação do pagamento de despesas dedutíveis, como as médicas, até dia 31 de dezembro.Em previdência, a opção PGBL permite deduzir as contribuições em até 12% da renda tributável na declaração no modelo completo. "Para quem usa o simplificado, em que não há essa dedução, o plano indicado é o VGBL?, diz Marco Barros, superintendente da Brasilprev. É que no PGBL o imposto recai sobre o total (capital e rendimento) e só não é excessivo ante o de outras aplicações porque a dedução dos depósitos gera economia na declaração. No VGBL, o imposto recai sobre o rendimento. Quem faz um PGBL, mas não usa o modelo completo, paga imposto maior do que se optasse pelo VGBL. Mesmo quem declara pelo modelo completo precisa ficar atento para não ter desvantagem no PGBL. "Se o total destinado ao plano ultrapassar 12% da renda, a opção é dividir os recursos, ficando o equivalente a até 12% no PGBL e o restante no VGBL?, diz o atuário Newton Conde, professor da USP e diretor da Conde Consultoria.Mas não adianta aplicar para reduzir o imposto anual e sacar no curto prazo. "O ganho será anulado com imposto maior no resgate?, alerta o consultor Reinaldo Domingos. É que o imposto no resgate antes de dois anos chega a 35%. ?Investimento em previdência tem de ser por pelo menos 10 anos?. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.