Ultrapar fará oferta por ativos de GLP da Shell na Europa, diz FT

Companhia anglo-holandesa colocou ativos à venda por até US$ 1,2 bilhão

Daniela Milanese, correspondente da Agência Estado,

31 de maio de 2010 | 07h38

A Ultrapar deve fazer amanhã uma oferta pelos ativos de gás liquefeito de petróleo da Royal Dutch Shell na Europa, segundo o Financial Times.

A companhia anglo-holandesa colocou os ativos à venda por até US$ 1,2 bilhão, mas executivos de bancos afirmaram ao jornal britânico que a empresa não conseguirá esse valor, em razão da atual turbulência nos mercados.

Conforme o FT, o leilão para a venda dos ativos deve atrair outros interessados, como private equities e o grupo mexicano Zeta Gas. "Se a Ultrapar conseguir comprar os negócios de GLP da Shell, será uma das maiores aquisições por uma companhia brasileira na Europa", diz o jornal.

A publicação lembra que a Shell já tentou, sem sucesso, vender esses ativos há cinco anos, quando a Ultrapar também fez uma oferta.

A petroleira anglo-holandesa enfrenta oposição dos sindicatos para se desfazer dos negócios, principalmente na França, onde está um dos principais ativos, a Butagaz, líder no fornecimento de gás no país, com 400 empregados e receitas de 680 milhões de euros.

"Uma pessoa familiar ao leilão diz que ele pode até ser abandonado", afirma a publicação

Muitos dos 1,2 mil funcionários franceses fizeram greve na semana passada contra o plano de vender a Butagaz, que representa 40% dos negócios de GLP da Shell na Europa. Há operações também no Reino Unido, Holanda, Bélgica, Polônia e na região nórdica.

Segundo o FT, o negócio está enfrentando competição crescente dos supermercados e o lucro das operações de gás da Shell na Europa caiu pela meta nos últimos cinco anos, para 120 milhões de euros no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
ultraparglpativosvendashellft

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.