Um prédio feito de luz

Nos escritórios da sede da gigante alemã ThyssenKrupp, na cidade de Essen, a iluminação virou elemento determinante na arquitetura. Em vez de holofotes do lado de fora, é a composição das luzes do interior que define o desenho do edifício.

, O Estado de S.Paulo

23 de maio de 2011 | 00h00

O projeto foi o vencedor da 28.ª edição do prêmio anual GE Edison Award e é assinado por Alexander Rotsch e Schulz Andreas, da Licht Kunst Licht AG - empresa de design de iluminação com sede em Bonn, também na Alemanha. O júri analisa categorias como funcionalidade, compatibilidade da arquitetura e uso efetivo da arte nos produtos de iluminação.

Enquanto à noite as milhares de LED redesenham as formas do prédio, durante o dia, o atrium, que se estende por mais de 11 andares, enche de luz natural o interior do edifício.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.