coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Uma vida inteira dedicada ao setor

Secovi e Fiabci homenageiam Hubert Gebara, que há 65 anos atua no mercado imobiliário e fundou empresa quando ainda era universitário

Claudio Marques, Especial para O Estado, São Paulo

29 de agosto de 2019 | 12h25

O temperamento expansivo e brincalhão de Hubert Gebara é um traço marcante de sua personalidade bem conhecido por todos aqueles que, em algum momento de seus 65 anos de atividade empresarial, mantiveram contato com ele. Foi em 1954 que o ainda

estudante de engenharia do Mackenzie começou a atuar no ramo imobiliário. 

O objetivo inicial da Hubert, nome também de sua empresa, fundada em conjunto com os pais, era construir. O primeiro escritório funcionava no andar superior do imóvel onde a tecelagem da família estava instalada. “Comecei com três funcionários, hoje são 300, incluindo os das filiais de Campinas e Jundiaí”, conta Gebara, que é homenageado pelas entidades promotoras do Master Imobiliário como Hors Concours.

Ao longo do tempo, a empresa foi passando por transformações. Começou fazendo algumas edificações e vendas de imóveis. Em 1967, depois da morte do pai, Fuad, ele se dedicou exclusivamente à administração e venda de imóveis. No começo dos anos 1970,

o impulso veio quando passou a administrar quatro empreendimentos da Gomes de Almeida Fernandes, que mais tarde viria se tornar a Gafisa. Ainda no começo daquela década, conta, houve forte expansão imobiliária. “Mas faltava quem tivesse experiência

em administração de condomínios”, revela. “As construtoras começaram a procurarquem os administrasse.” E logo a empresa passou a também fazer a implantação de condomínios. 

“O primeiro prédio que implantamos foi comercial, o Barão de Serro Azul, na Avenida Paulista”, lembra Gebara.  A administradora acabou por se especializar nessa atividade. Apesar de ainda prestar esse serviço, seu forte continua sendo a gestão de condomínios.

São 75 mil unidades administradas que promovem 1,2 mil assembleias anualmente. Participar dessas reuniões fez parte da rotina do empresário durante um longo período de tempo. 

“Fazia muita assembleia. Em uma delas, houve uma briga, uma discussão, um sujeito levantou armado querendo matar o síndico que estava a meu lado. Tive de levantar, conversar, tirar a arma dele”, conta. 

Além dessa atuação, a Hubert se dedica à administração de patrimônio de famílias com grande quantidade de propriedades e de um fundo de investimento, dono de 300 imóveis. Há dois anos, a empresa expandiu seu escopo e passou a oferecer serviço de

back office, utilizado também por pequenas administradoras. Atualmente, faz 80 mil pagamentos e emite 75 mil boletos. 

Em paralelo ao dia a dia à frente da empresa, Gebara também ganhou consideração de seus pares por sua atuação em entidades de classe. Assim, replica em outra escala sua atuação como diretor e presidente do Centro Acadêmico Horácio Lane, da Universidade

Mackenzie, onde se formou nos cursos de engenharia civil e elétrica. 

 

AABIC

Em 1978, fundou e presidiu a Associação Brasileira de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC). Posteriormente, ajudou a fundar a Federação Nacional das Administradoras Imobiliárias (Fenadi).

Gebara teve atuação marcante na elaboração da Lei do Inquilinato, em 1991, e em sua revisão, em 2010. É uma participação da qual se orgulha. “O que adiantava ter uma lei que engessava o locador? Ninguém queria comprar imóvel para locar e isso acabou com

a então nova lei. Foi uma virada muito grande no mercado de locações.” Segundo ele, a nova legislação fez com o que mercado de locação se expandisse.

Com seu desempenho em favor do setor, acabou se aproximando do Sindicato da Habitação (Secovi), do qual se tornou vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínio, cargo que ocupa há 15 anos. 

“Em reconhecimento ao seu trabalho extraordinário, que engloba e transcende suas atividades empresariais, nada mais justo, e motivo de grande honra, que a Fiabci-Brasil e o Secovi-SP, neste ano em que celebram os 25 anos do Prêmio Master Imobiliário,

concedam a premiação hors concours a Hubert Gebara pelo conjunto de sua obra e por fazer a diferença na indústria imobiliária nacional”, afirma texto dos presidentes Rodrigo Luna (Fiabci) e Basílio Jafet (Secovi).

Segundo eles, a trajetória de Hubert Gebara na administração de condomínios e imóveis contribuiu decisivamente para que o segmento alcançasse expressão, tornando-se indispensável e de alta relevância econômica na indústria imobiliária.  “Fazemos um

trabalho voluntário nas entidades do setor ajudando as empresas. Abrimos nossos conhecimentos para quem eventualmente precise”, afirma o empresário.

 

Gebara continua até hoje trabalhando na empresa, apoiado pelos filhos Daniel e Rodrigo. Casado com Vivian, também é pai de Christian. E até hoje, é síndico do prédio onde reside.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.