AFP
AFP

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

União Europeia e Canadá fecham acordo de livre-comércio

Tratado ainda depende de aprovação de 40 Parlamentos na Europa, mas remoção de tarifas de importação pode entrar em vigor no início de 2017

Agências, Reuters

31 de outubro de 2016 | 05h00

A União Europeia e o Canadá assinaram um tratado de livre-comércio ontem para gerar empregos e crescimento econômico. O acordo, porém, ainda precisa passar por cerca de 40 Parlamentos nacionais e regionais na Europa nos próximos anos para entrar inteiramente em vigor.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, assinou o tratado com os chefes de instituições da UE, em um passo que deve permitir a implementação provisória do acordo no início de 2017, com a remoção de algumas tarifas de importação.

O caminho para a aprovação do Acordo Econômico e Comercial Global (Ceta) não tem sido tranquilo. Residentes do sul da Bélgica que falam francês – minoria no país e que representam menos de 1% dos 508 milhões de consumidores da UE a serem afetados pelo Ceta – levantaram objeções que impediram o acordo até um avanço na quinta-feira, confirmado por votos de parlamentares regionais na sexta-feira.

“Tudo fica bem quando termina bem”, disse o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. “Temos 20 negociações em curso e hoje estamos determinando os padrões gerais que a UE e a Comissão Europeia querem que os outros aceitem”.

Trampolim. O acordo com o Canadá é visto como um trampolim para um tratado maior da UE com os Estados Unidos, conhecido como Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP), que tem sido alvo de críticas.

A comissária de Comércio da UE, Cecilia Malmstrom, diz que as negociações para a TTIP não estão encerradas, ao contrário do que alguns políticos na Alemanha e na França disseram, mas precisarão aguardar o próximo presidente dos EUA, que assume o cargo em janeiro, para voltarem à mesa.

Os que apoiam a medida afirmam que o Ceta aumentará o comércio entre Canadá e UE em 20% e impulsionará a economia da UE em € 12 bilhões ao ano e a do Canadá em 12 bilhões de dólares canadenses. Para o Canadá, o tratado é importante para reduzir a dependência dos EUA enquanto mercado de exportação.

Tudo o que sabemos sobre:
União EuropeiaCanadá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.