União Europeia e Microsoft investem em tradutores

A União Europeia desenvolveu seu próprio programa de tradução automática, chamado MT@EC, que é destinado principalmente a lidar com jargão burocrático. Em razão de cortes orçamentários, a UE provavelmente terá de eliminar 10% de sua força de trabalho de tradução humana nos próximos anos. A Microsoft também lançou um projeto de tradução. No ano passado, Rick Rashid, chefe das operações mundiais da Microsoft Research, anunciou o resultado numa conferência na China. Rashid falou em inglês, e um computador da Microsoft traduziu simultaneamente suas palavras para o mandarim - não com uma voz monótona e fraquinha, mas com a voz do próprio Rashid, montada a partir de amostras de fala previamente gravadas. A máquina ao menos captou uma lasca de humanidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.