União Européia oferece gasolina para ajudar os EUA

Membros da União Européia ofereceram gasolina de suas reservas estratégicas para os EUA, disse nesta sexta-feira o Alto Representante de Política Externa da UE, Javier Solana. Segundo Solana, a oferta visa reduzir a escassez do produto nos EUA devido aos efeitos do furacão Katrina. Falando ao canal SkyNews, Solana disse que o governo norte-americano tem se aproximado de vários países da UE individualmente. "As ofertas dos países-membros da UE e os pedidos dos EUA têm sido tratados bilateralmente e não por intermédio da União Européia", acrescentou Cristina Gallach, porta-voz de Solana. O diretor-executivo da Agência Internacional de Energia, Claude Mandil, afirmou em Paris que uma crise no abastecimento de energia nos EUA, em conseqüência do furacão, se propagaria rapidamente ao resto do mundo, devido aos estreitos laços comerciais entre a Europa e os norte-americanos. O mercado já é geralmente "muito fluido através do Atlântico, e quando há uma crise nos EUA, os preços sobem no mercado norte-americano e isso aumenta o número de empresas de petróleo que vão vender aos EUA mais do que à Europa, o que aumenta a escassez (na Europa)", declarou Mandil ao diário francês La Croix.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.