portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

União Européia pressionará por venda parcial do WestLB--fontes

A Comissão Européia vai pressionar pela venda de partes lucrativas do banco alemão WestLB em troca de permitir garantias do setor público de 5 bilhões de euros (6,85 bilhões de dólares), informaram fontes neste domingo.

REUTERS

22 de março de 2009 | 12h24

"Julgando pela atual situação, o resultado vai ser uma venda", disse uma fonte.

O banco vem procurando aprovação para as garantias para cobrir possíveis prejuízos no portfólio de 23 bilhões de euros em ativos. A Comissão determinou mudanças radicais nas estruturas acionárias para aprovar as garantias porque, segundo sua avaliação, poderia representar uma ajuda estatal.

Um porta-voz da Comissão disse no domingo que ainda não foram feitas indicações neste sentido ao banco até o momento. "Nós não demos uma indicação", disse.

As fontes afirmaram que a Comissão vai requisitar que unidades lucrativas sejam vendidas e que partes não-lucrativas sejam dissolvidas. Uma decisão oficial é esperada para junho, segundo elas.

As fontes também disseram que deve haver um calendário bem definido para o processo, mas isso ainda não foi decidido.

A revista semanal Focus veiculou sinopses de relatórios que devem ser apresentados na edição de segunda-feira dizendo que a Comissão quer que a transação seja finalizada até 2013.

Os planos do governo do Estado de North-Rhine Wesphalia, um dos acionistas do WestLB, para a fusão do WestLB com outros financiadores como LBBW em Baden Wuerttemberg e Helaba em Hesse não obtiveram resultados.

(Por Matthias Inverardi e Jan Strupczewski)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSWESTLB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.