Unibanco indica compra de Souza Cruz ON

O Unibanco alterou a recomendação para as ações ordinárias (ON, com direito a voto) da Souza Cruz de manutenção para compra, com preço-alvo de R$ 13,00, mas sem indicar prazo para que essa meta seja atingida. No relatório divulgado ontem, o analista Basílio Ramalho acredita que o papel está muito barato. Passado o período de notícias ruins em torno da empresa, ele acha que o mercado deverá reagir à queda do papel e aos novos fatos que favorecem a companhia. Ele citou a recente vitória da Souza Cruz em três processos judiciais de ex-fumantes, pedindo indenização pelas despesas com tratamentos médicos. A empresa já venceu 26 de 105 ações judiciais impetradas nos últimos cinco anos. Segundo o analista, isso mostra que a empresa não deve ter grandes gastos com indenizações. Outro aspecto positivo para a Souza Cruz, na opinião do analista, é o aumento de 7% a 14% nas marcas de cigarro mais caras da companhia e a redução de 9% no preço da marca Derby, que possui 39% do mercado. Ramalho lembrou ainda que o pagamento de dividendos da Souza Cruz, com base no preço atual, deverá ser, no mínimo, equivalente ao Certificado de Depósitos Interbancários (CDI), o que torna o papel atrativo.

Agencia Estado,

29 de dezembro de 2000 | 10h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.