Unica contesta relatório da Comissão Europeia

Unica contesta relatório da Comissão Europeia

A Unica, associação que representa os produtores de etanol, contesta os dados da União Europeia. "Seria ótimo se fosse verdade, mas os erros são grosseiros", afirma a assessora internacional, Geraldine Kutas. Se a projeção do documento fosse correta, a Europa poderia passar a importar 4,5 milhões de toneladas de etanol a mais por ano. Isso significa cerca de 10% da produção do Brasil. O relatório indica que a produção aumentaria cerca de 15% para atender o mercado europeu. Para chegar a essa conclusão o relatório cita dados que a Unica contesta. O volume de importação de etanol pelo Brasil e todas as projeções de exportações do País são contestadas. A Unica também duvida dos cenários. "Vai ser muito difícil que a Europa elimine totalmente os subsídios", afirma Geraldine Kutas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.