coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Unicamp inaugura incubadora de empresas de base tecnológica

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) inaugura na próxima sexta-feira sua incubadora de empresas de base tecnológica, a Incamp. Segundo informou a Unicamp, o início das atividades terá como base as experiências em desenvolvimento de tecnologia da universidade, o apoio do Sebrae-SP e o respaldo técnico do Centro de Tecnologia (CT) e do Escritório de Difusão e Serviços Tecnológicos (Edistec).De acordo com a universidade, dos 22 projetos inscritos, nove foram selecionados para desenvolver projetos de software, telecomunicações, química, alimentos, energia, segurança e isolamento térmico, entre outros. Os critérios de seleção das empresas consideraram a viabilidade técnica e econômica do empreendimento; o grau de inovação e competitividade; conectividade com a universidade; qualificação dos proponentes; e responsabilidade social.A Incamp será a primeira incubadora no interior paulista a funcionar dentro de uma universidade pública com acesso aos conhecimentos e alta tecnologia de vários setores da própria Unicamp.A incubadora será destinada a apoiar projetos inovadores de empreendedores da região de Campinas, além de alunos e professores de instituições da região, tais como a própria Unicamp, Puccamp, Unip, Cotil, Cotuca, CPQD e LNLSAtualmente, existem no Brasil aproximadamente 150 incubadoras, 64 delas naregião Sudeste. A Incamp funcionará em um prédio de 500 m2 do Centro de Tecnologia, com espaço físico para abrigar micro ou pequenas empresas nascentes em módulos de 25 m2 cada, disponibilizando completa infra-estrutura para uso compartilhado tais como água, luz, recepção, secretaria, fax,telefone, acesso à rede de internet rápida, limpeza, sanitários, copa,sala de reuniões e auditório.Os empreendedores selecionados pagarão uma taxa de R$ 200,00 mensais de manutenção, além de pequenas despesas. O prazo de incubação é de um ano, prorrogável para 24 ou 36 meses, segundo a Unicamp.

Agencia Estado,

10 de março de 2002 | 14h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.