Unidade da GM na Suécia apresenta declaração de insolvência

Segundo conselho, salvação poderia estar na união da Saab à alemã Opel, também filial da General Motors

Efe,

20 de fevereiro de 2009 | 06h24

A montadora sueca Saab, filial da americana General Motors, apresentou declaração de insolvência perante sua iminente quebra, anunciou nesta sexta-feira, 20, o conselho da firma. A unidade continuará, por enquanto, a produção de veículos. Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise Fontes da Saab informaram que a sobrevivência da segunda maior montadora sueca - atrás da Volvo - poderia estar em sua união à alemã Opel, também filial da GM e em situação financeira crítica. O governo da Suécia reiterou esta semana sua rejeição à nacionalização da Saab, apesar do risco de desaparecimento da marca, que procura comprador há um ano. A Saab, que no ano passado produziu cerca de 94 mil veículos, dá emprego a 4.100 trabalhadores na Suécia, a grande maioria na fábrica de Trollhattan, no sudoeste do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.