Divulgação
Divulgação
Imagem Coluna do Broadcast
Colunista
Coluna do Broadcast
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Unilever compra lavanderia SmartLav

Empresa já havia comprado um serviço online semelhante, o Omo Express

Coluna do Broadcast, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2019 | 05h00

A Unilever acaba de fechar a compra da lavanderia “pay per use” em condomínios SmartLav. Esse não é o primeiro movimento na multinacional nesse mercado. Ela lançou, há alguns anos, um serviço de lavanderia online batizado de Omo Express. A SmartLav, que foi assessorada pelo Miguel Neto Advogados na operação, cresceu na esteira do lançamento de apartamentos cada vez menores nas grandes cidades. Procurada, a Unilever confirma aquisição e afirma que “está sempre atenta aos movimentos do mercado, principalmente empresas que ofereçam soluções inovadoras às demandas de consumidores”.

Título gringo. A Trevisan Escola de Negócios anunciará nesta próxima semana parceria com a London School of Business and Finance para que alunos de graduação e pós-graduação no Brasil possam ter título válido internacionalmente. Os primeiros cursos serão na área de contabilidade e administração – duas das áreas mais tradicionais da escola britânica instalada no centro financeiro de Londres, a City.

Flexível. O programa mescla conteúdo presencial e a distância, alguns inclusive com permissão para trabalho na Europa. A titulação em graduação de Administração de Empresas e Contabilidade, por exemplo, confere habilitação para a Association of Chartered Certified Accountants (ACCA). “Queremos destacar o Brasil no mapa do ensino de alta qualidade global, permitindo aos alunos titulação internacional”, diz o CEO da Trevisan, VanDyck Silveira. A London School of Business and Finance é uma referência em universidade corporativa. O valor do negócio não foi divulgado.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Mais conteúdo sobre:
Unilever

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.