Unimed: denuncie a falta de atendimento

Os associados da Unimed São Paulo que enfrentam dificuldade para receber atendimento médico-hospitalar da rede credenciada por conta da suspensão temporária dos serviços de alguns profissionais devem registrar suas queixas nos órgãos de defesa do consumidor. Segundo a Unimed São Paulo, dentro de 60 dias, o atendimento na rede estará reestabelecido em 23% dos hospitais, 60% dos laboratórios e 73% das clínicas. No entanto, a orientação da Unimed é que os associados procurem as unidades próprias da cooperativa quando precisarem de assistência hospitalar ou exames laboratoriais. A administradora garante que nenhum associado ficará sem atendimento.A técnica de Saúde do Procon, Hilma Araújo dos Santos, aconselha às pessoas, caso precisem arcar com as despesas do atendimento de algum profissional que tenha suspendido o atendimento pela Unimed, que peçam nota fiscal para pleitear um reembolso junto a empresa.

Agencia Estado,

11 de dezembro de 2000 | 19h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.