Unimed: empresas conveniadas em dificuldade

Os associados da Unimed São Paulo continuam aguardando a normalização do atendimento da rede credenciada. A cooperativa está enfrentando problemas financeiros desde do ano passado. Em dezembro, a Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) decidiu realizar uma intervenção fiscal e técnica na cooperativa. Empresas ligadas à Unimed estão passando por dificuldades e tentam solucionar o problema do atendimento e descredenciamento de médicos e hospitais junto aos seus associados. Esse é o caso da Lumina Usimed-SP, empresa que contratava a Unimed São Paulo para prestar serviços aos seus 21.853 segurados. No fim de janeiro, a operadora decidiu cancelar seu contrato com a cooperativa e, até 31 de março, terá sua rede credenciada própria. Com o descredenciamento de diversos médicos, hospitais e laboratórios, a operadora passou a enfrentar dificuldades, principalmente com os clientes que precisavam de atendimento fora da Capital. Segundo acordo firmado entre com o Procon-SP, na semana passada, a Lumina deverá oferecer uma rede com o mesmo número de profissionais credenciados pela Unimed São Paulo, ou seja, no mínimo 2 mil médicos, 20 hospitais e 6 laboratórios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.